Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Agronomia
Início do conteúdo da página

Curso de Agronomia

Publicado: Sábado, 17 de Setembro de 2016, 00h59 | Última atualização em Segunda, 08 de Agosto de 2022, 14h06 | Acessos: 18952

Configuração do Curso

Configuração do Curso

Aprovado pela Resolução Nº 5.504, de 27 de abril de 2022

Denominação do Curso

AGRONOMIA

Área

Ciências Agrárias

Modalidade(s)

Presencial

Natureza

Graduação

Oferta de disciplinas

Semestral

Unidade Responsável

Campus Universitário do Tocantins/Cametá

Coordenação

Faculdade de Agronomia

Carga horária total do Curso

4860 h

Turno(s) de funcionamento

Manhã / Tarde

Duração

Integralização prevista para 10 (dez) períodos

Curso presente no(s) município(s) de

Cametá e Novo Repartimento

 

Objetivos do Curso

Formar profissionais comprometidos com o desenvolvimento rural sustentável, no âmbito regional e nacional, a partir de uma concepção multidisciplinar, e com capacidade técnico-científica para interpretar, analisar, promover, orientar e administrar, de maneira crítica, diversos fatores que compõem os sistemas de produção, transformação e comercialização.

 

Perfil do Profissional

O Curso de Graduação em Agronomia tem como perfil do(a) formando(a) egresso(a)/profissional, o(a) engenheiro(a) agrônomo(a), com formação generalista, humanista, crítica, criativa e reflexiva, capacitados a atuar em princípios éticos que tratam o Art. 5° (I, II, III e IV) da Resolução CNE/CES N° 1, de 2 de fevereiro de 2006, no processo de sólida formação científica e profissional geral que os capacite a absorver e desenvolver tecnologias, em entendimento às demandas da sociedade. O formando deverá estar apto a compreender e traduzir as necessidades de indivíduos, grupos sociais e comunidade, com relação aos problemas tecnológicos, socioeconômicos, gerenciais e organizativos, bem como utilizar racionalmente os recursos disponíveis, além de conservar o equilíbrio do ambiente.

Este profissional poderá trabalhar com diferentes sistemas de produção agropecuária, em ações de planejamento e manejo dos recursos, considerando as particularidades regionais e proporcionando um modelo de desenvolvimento sustentável comprometido com a produção diversificada de alimentos. Possuir habilidade de enfrentar os desafios que se impõem à profissão, que compreendem inclusive as adaptações face às transformações da sociedade e dos mercados. Para tanto, será potencializada sua capacidade de trabalho em equipe, sua inteligência emocional, e de expressar suas argumentações e conhecimentos de forma oral e escrita com eficiência.

Este aspecto dinâmico é viável somente dentro de uma estrutura como a das Diretrizes Curriculares para os cursos de graduação na área de Ciências Agrárias, que permite definir diferentemente o perfil dos egressos e, adaptar este perfil, às rápidas mudanças do mundo moderno. A definição do perfil dos egressos está articulada à clara definição das capacidades criativas, das responsabilidades e das funções que docentes, discentes e membros da sociedade poderão vir a exercer.

 

Área(s) de Atuação

O campo de atuação do Bacharel em Agronomia compreenderá a possibilidade de atuar profissionalmente em instituições públicas estatais e não estatais (ex.: Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural - EMATER, Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária - INCRA, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis - IBAMA, etc.), voltadas ao desenvolvimento rural. Além disso, o campo de atuação do profissional inclui o trabalho em sindicatos de trabalhadores e trabalhadoras rurais (STTR), sindicatos de produtores rurais, cooperativas, associações, Organizações Não Governamentais e empresas privadas que desenvolvem atividades no meio rural. Por fim, o profissional pode atuar de forma autônoma, assessorando ou prestando serviços (como na elaboração de projetos de manejo, de laudos e de pareceres técnicos) a agricultores familiares, produtores rurais, empresas que atuam no meio rural, agroindústrias, etc. A atuação profissional do Bacharel em Agronomia, portanto, inclui a prestação de serviços em assistência técnica e extensão rural, a elaboração de projetos visando o desenvolvimento rural e outras atividades relacionadas.

 

Competências e Habilidades do Profissional

O currículo do Curso de Agronomia da UFPA de Cametá, está pautado nas Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia e dá outras providências (Resolução CNE/CES N° 1, de 2 de fevereiro de 2006). E conforme o seu Art. 6º da Resolução Nº. 01, de 02 de fevereiro de 2006, possibilitará condições dos egressos adquirirem competências e habilidades a fim de:

  1. a) projetar, coordenar, analisar, fiscalizar, assessorar, supervisionar e especificar técnicaeeconomicamente projetos agroindustriais e do agronegócio, aplicando padrões, medidas e controle de qualidade;
  2. b) realizar vistorias, perícias, avaliações, arbitramentos, laudos e pareceres técnicos, comcondutas, atitudes e responsabilidade técnica e social, respeitando a fauna e a flora epromovendo a conservação e/ou recuperação da qualidade do solo, do ar e da água, com uso de tecnologias integradas e sustentáveis do ambiente;
  3. c) atuar na organização e gerenciamento empresarial e comunitário interagindo einfluenciando nos processos decisórios de agentes e instituições, na gestão de políticassetoriais;
  4. d) produzir, conservar e comercializar alimentos, fibras e outros produtos agropecuários;
  5. e) participar e atuar em todos os segmentos das cadeias produtivas do agronegócio;
  6. f) exercer atividades de docência, pesquisa e extensão no ensino técnico profissional, ensinosuperior, pesquisa, análise, experimentação, ensaios e divulgação técnica e extensão;
  7. g) enfrentar os desafios das rápidas transformações da sociedade, do mundo, do trabalho,

adaptando-se às situações novas e emergentes.

O curso proposto é projetado para formar e habilitar profissionais com capacidade crítica, aptidão e intervenção (re) construtiva do social, preparados tecnicamente para a sua escolha ocupacional, habilitados para atuação junto aos agentes sociais do desenvolvimento regional e nacional para melhoria do futuro brasileiro e da comunidade local.

 

Projeto Pedagógico do Curso

[Em construção]

Link para o PPC [Ainda não disponível]

Última atualização em nn/nn/nnnn.

Resolução de aprovação do curso

RESOLUÇÃO Nº 5.504, DE 27 DE ABRIL DE 2022 - Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Bacharelado em Engenharia Agronômica, de interesse do Campus Universitário de Cametá

 

Avaliação do Curso

A avaliação ocorreu em junho de 2017.

Nota do Curso: 4

 

Histórico do Curso

O Curso de Graduação em Agronomia no Campus Universitário do Tocantins/Cametá vem atender anseios de formação dos filhos e filhas de agricultores rurais assim como dos movimentos sociais e da comunidade em geral dessa região, no tocante à relação entre Amazônia Paraense e a construção de conhecimentos agrários. Em especial voltada aos cinco municípios [Cametá (sede do Campus), Oeiras do Pará, Limoeiro do Ajuru, Mocajuba e Baião] que mantêm uma relação mais direta com esse espaço acadêmico.

Os primeiros cursos de Agronomia da UFPA foram criados em 2002, nos Campus de Altamira e Marabá, contudo, considerando-se a dimensão de nosso Estado, distintas mesorregiões ainda possuem dificuldade de acessar cursos tecnológicos. Ademais, os cursos existentes noutras regiões não contemplam as especificidades amazônicas diversas. Desta forma, visando atender a reiteradas manifestações e apelos da comunidade local e de toda a região do Baixo Tocantins, surge o curso de Agronomia no Campus de Cametá, cuja estrutura cuja estrutura curricular está fortemente fundamentada na atividade agroextrativista, base da economia regional.

Não se pode perder de vista, contudo, que o curso de Agronomia, no interior de uma Universidade com princípio multicampi, também atende a demanda formativa de outras realidades do interior paraense, como Igarapé-Miri, Abaetetuba, Moju, Barcarena, Novo Repartimento e tanto outros municípios desse Estado. Permitindo assim com que os movimentos sociais, as comunidades ribeirinhas e extrativistas, sindicatos, colônia de pescadores, dentre outras formas de organização social, tenham condições de ter a Universidade contribuindo com processos de desenvolvimento regional. Em termos populacionais, trata-se de uma região com mais de 300.000 habitantes, com forte vocação para atividades agrícolas.

Todos esses fatores demonstram que os avanços obtidos com a criação de cursos, incluindo o curso de Agronomia, são premissas fundamentais que assumimos como condições indispensáveis para a oferta e implementação de um curso de Bacharelado em Agronomia em nossa região, no Campus Universitário do Tocantins/Cametá. Mesmo considerando as limitações que ainda se fazem presentes na consolidação deste curso, há adequadamente um espaço acadêmico e educativo inicial para o desenvolvimento dos estudos, pesquisas e ações necessárias para a formação em Ciências Agrárias.

 

Núcleo Docente Estruturante (NDE)

Instituído pela Portaria nº 218/2022, o NDE da Faculdade de Agronomia está constituído pelos seguintes docentes:

Prof. Dr. Antonio Marcos Quadros Cunha

Prof. Dr. Cezário Ferreira dos santos Junior

Profa. Dra. Elessandra Laura Nogueira Lopes

Profa. Dra. Kelli Garboza da Costa (Presidenta)

Profa. Dra. Lourdes Henchen Ritter Simões

Profa. Dra. Meirevalda do Socorro Ferreira Redig

Prof. Dr. Rafael Coelho Ribeiro

  

Fim do conteúdo da página